segunda-feira, 6 de abril de 2015

Macro Mercados e Resumo de Empresas



Bom dia,

Macro Mercados

A semana começa com a maioria dos mercados em queda por conta dos dados de emprego dos EUA que foram divulgados na sexta-feira. O indicador de Criação de Novas Vagas veio quase metade da expectativa do mercado. A baixa criação de novos empregos pode ser justificada por três motivos:

- baixo preço do petróleo
- dólar alto frente a todas as moedas
- maior geada das ultimas décadas

Com os dados piores do que o esperado o mercado começa a apostar que a presidente do FED, Janet Yellen, pode segurar o aumento da taxa de juros no país. Resultado: o índice dólar ensaia a 4° baixa seguida contra a maioria dos pares de moedas. Na contra mão do dólar, moedas e ações de emergentes ganham valor assim como os metais e o petróleo.

A agenda de hoje deve trazer mais volatilidade ao mercado:

09h30 – Discurso do membro do FOMC, Dudley
10h45 – PMI de Serviços
11h00 – PMI excluindo manufaturas

Por aqui foi divulgado o relatório Focus que trouxe como destaque:

Câmbio médio para fim de 2015 sobe de R$3,20 para R$3,25
Retração do PIB 2015 passa de 1% para 1,01%
Selic Média em 2015 passa para 13,06% para 13,16% e 2016 passa de 11,92% para 11,95%
IPCA PARA 2015 SOBE DE 8,13% PARA 8,20%

Além do Relatório Focus, segue no destaque as especulações a respeito do balanço da Petrobras. Na sexta-feira foi divulgado um comunicado ao mercado que informou que a companhia ainda não tem data definida para a divulgação. Além disso, em matéria da Folha: fundos americanos e europeus estão optando por deixar o processo coletivo e entrar com ações individuais da empresa.

Resumo de Empresas

Petrobras (PETR4): Bendine trabalha por baixa contábil menor que R$ 10 bi: Folha
Petrobras: Cia. e advogados analisam alegações em class action n- Não há data definida para divulgação do balanço -Empréstimo chinês alivia cia. mas vem com estigma
Ultrapar (UGPA3): Incêndio em terminal da Ultracargo em Santos ocorreu em tanques que armazenavam etanol e gasolina; não houve vítimas
Abril Educação (ABRE3): Thunnus completa aquisição c/mudança em conselho - Fundos da Tarpon atingem 38,23% das ordinárias
Cosan Logística (CSAN3): Nova estrutura executiva foi aprovada em 1/abril
Embraer (EMBR3) avalia produzir componente de novo jato em Évora: Diário
Eletrobras (ELET6): Ministro Eliseu Padilha faz lobby junto à estatal, diz Época
Paranapanema (PMAM3): Laminação tubos sem costura retoma ritmo 400 t/mês
Rumo Logística (RLOG3): Genesis Investment passa a ter 5,53% das ONs
Totvs (TOTS3) assina memorando p/ vender 20% da uMov.me por R$ 1,6 mi
Usiminas (USIM5): Disputa na cia. vai de Tóquio a Milão e abre porta a locais
BTG indica Marco Antonio Bologna para assento no conselho - Cia. faz reunião p/ eleger membros do conselho de administração, 16:00
Via Varejo (VVAR3): Squadra aumenta participação para 5,12% das PNs

quinta-feira, 26 de março de 2015

Macro Mercados e Resumo de Empresas



Bom dia,

Macro Mercados

O dia começa com tensões no mercado após a Arábia Saudita e aliados bombardearem alvos no Iêmen. Por conta da tensão politica, mercados europeus e futuros operam em queda, aproveitando também para realizar parte dos ganhos dos últimos dias. Os investidores aguardam a agenda de hoje nos EUA que traz o indicador de Pedidos de Seguro Desemprego e devem avaliar, assim como todos os outros indicadores, se é um bom momento para se falar em aumento de juros no país ou não.

09h30 – Pedidos de Seguro Desemprego
10h45 – PMI composto
10h45 – PMI de serviços

Por aqui o mercado aguarda o relatório trimestral do 1T15 da inflação que deve detalhar a leitura do BC sobre o indicador e mostrar as expectativas da instituição para 2016 em meio à um cenário de desvalorização do real e agravamento das expectativas de alta de preços aliado à um baixo “crescimento” (que sabemos que será negativo) do PIB em 2015.

Além disso, destaque para a reunião que acontecerá na Petrobrás e que deve ser motivo de analise das baixas contábeis, acelerando a regularização e divulgação do balanço da empresa.

A temporada de balanços continua e hoje como destaque:

Cemig (CMIG4) pós-merc.
Eneva (ENEV3) pós-merc.
Sabesp (SBSP3) pós-merc.
Triunfo (TPIS3) pós-merc.
Tegma (TGMA3) pós-merc., est. R$ 24,2 mi
Vanguarda Agro (VAGR3) pós-merc.

Bons negócios.

Resumo de Empresas

Telefônica (VIVT4): Alberto Aguirre assume presidência interinamente
Telefónica Espanha quer levantar USS 3,4 bi para financiar compra da GVT
Telefónica Espanha quer levantar USS 3,4 bi para financiar compra da GVT</li></ul>
ALL (ALLL3): Rumo começa a ser negociada em bolsa a partir de 1/abril
Brasil Pharma (BPHA3): Prejuízo ajust. 4T de R$ 37,3 mi - Cia. troca de presidente e contrata Enéas Pestana Associados
Brookfield (BISA3) tem perspectiva alterada para negativa pela Fitch
Celesc (CLSC4): Aneel autoriza ampliação da potência da PCH Celso Ramos
Comgás (CGAS5): Arsesp quer invalidar critério de correção nas tarifas da cia. entre maio-dez/2014 para aplicar critério contratual com base no IGP-M
Marfrig (MRFG3) é elevada de underweight para neutra pelo JPMorgan
Natura (NATU3) anuncia demissões em SP, cita maior competição, segundo a Reuters
Oi (OIBR4) deve oferecer direitos de voto a todos os acionistas: Folha - PT segue totalmente alinhada com migração da Oi ao Novo
Mercado
Prumo (PRML3): Prejuízo de R$ 44,4 mi em 2014
Triunfo (TPIS3) aprova recompra de até 7 mi de ações ON durante 1 ano
Usiminas (USIM5) precisa de conselho independente para isolar conflitos, diz Cunha
PDG (PDGR3), Even (EVEN3) e Light (LIGT3) podem ser removidas do Ibovespa; Smiles provavelmente será incluída à nova carteira teórica do índice para período maio- agosto/2015, segundo relatório de analistas do BTG Pactual

quarta-feira, 25 de março de 2015

Macro Mercados e Resumo de Empresas



Bom dia,

Macro Mercados

Índice dólar volta a recuar frente aos principais pares conforme a economia da Zona do Euro parece tomar um crescimento mais constante. O índice IFO alemão veio acima do esperado pelo mercado, assim como o mesmo indicador na França. Como comparação a outros mercados, ontem as ações europeias fecharam perto do recorde histórico.

A agenda do dia traz como destaque:

09h30 – Pedidos de Bens duráveis
11h30 – Estoques de Petróleo

Por aqui, o destaque é a decisão do BC de encerrar o programa de swap. A decisão ainda é confusa e deixa boa parte do mercado com pé atrás já que vão encerrar mas vão continuar dependendo das condições de mercado. Deu pra entender?

- Swaps cambiais que vencem a partir de 1/maio “serão renovados integralmente, levando em consideração a demanda pelo instrumento e as condições de mercado”
- Leilões de venda de dólares com compromisso de recompra continuarão a ser realizados “em função das condições de liquidez do mercado de câmbio”
- Sempre que julgar necessário, BC poderá realizar
- Operações adicionais por meio dos instrumentos cambiais ao seu alcance’’

O BC interveio excessivamente no mercado de câmbio nos últimos 19 meses, contribuindo para manter o real supervalorizado e prejudicando a competitividade de alguns setores. Hoje deve ser um dia de grande volatilidade no dólar, de olho!

Bons negócios.

Resumo de Empresas

Petrobras (PETR4): Consórcio de Libra conclui perfuração do 2º poço extensão - CVM e SEC aceitam método de calcular perdas da estatal: Estado
CPI da Petrobras convoca tesoureiro do PT e presidente do BNDES, disse o Valor
ABC Brasil (ABCB4): Western Asset vendeu ações, tem 4,96% das preferenciais
AES Tietê (GETI4): BlackRock passou a deter 5,17% das preferenciais
BHG (BHGR3): Lucro líquido de R$ 4,8 mi no 4T, receita líquida R$ 81,2 mi
BR Properties (BRPR3) terá block trade de ações na BM&FBovespa, 11:00-11:15
Embraer (EMBR3): BlackRock comprou ações, tem aprox. 5,95% das ordinárias
Helbor (HBOR3): Lucro líquido R$ 57,1 mi 4T, receita líquida R$ 527,1 mi
JBS (JBSS3) considera abrir capital da subsidiária nos EUA: Fontes - Real entre piores moedas transforma JBS em máquina de dinheiro
Locamerica (LCAM3): Lucro líq. 4T14 de R$ 7,5 mi (prejuízo R$ 6,3 mi no 4T13)
Usiminas (USIM5): Mineração Usiminas quer cancelar contrato com MMX: Valor
Vale (VALE5) Vale pode suspender dividendos 2016 por condições de mercado, diz BTG
Wilson Sons (WSON33): Prejuízo de US$ 700.000 no 4T, receita líquida de US$ 156,4 mi

terça-feira, 24 de março de 2015

Macro Mercados e Resumo de Empresas



Bom dia,

Macro Mercados

O destaque internacional é o índice dólar que mantem queda após recuar em 5 dos últimos 6 dias com tendência de enfraquecimento após o FED sinalizar alta menor dos juros e postergar o aumento de Junho para “talvez” Setembro. A maioria das moedas emergentes seguem se valorizando frente ao dólar depois de a maioria apresentar queda de quase 20%. Aqui vale lembrar também que as ações chinesas sobem pelo décimo dia com expectativa de mais estímulos monetários, melhorando a expectativa sobre a economia mundial e consequentemente, maior tomada de risco por investidores que saem do porto-seguro, dólar, e voltam para ações e títulos de mercados/empresas de maior risco. (emergentes)

A Europa divulgou o índice PMI da Zona do Euro que veio melhor do que o esperado e ajuda a sustentar leve alta nos mercados europeus e futuros americanos enquanto os investidores aguardam pela agenda de indicadores.

09h30 – CPI
10h45 – CPI de Manufatura
11h00 – Vendas de Novas casas

Por aqui, o mercado aguarda a fala de Tombini no Senado com expectativa de sinais sobre o programa de swaps. Em geral os investidores esperam para saber se haverá renovação ou não do programa de swaps que se encerra em 31 de Março.

Ainda em destaque no Brasil, ontem a agencia de risco S&P reiterou o rating do Brasil com “expectativa de que a correção de políticas em andamento vai garantir apoio à presidente Dilma e gradualmente restaurar credibilidade perdida, cimentando o caminho para um crescimento mais forte”. A nota ainda permanece a um grau no nível “junk” na S&P. Em relação à ratings, o mercado aguarda a decisão da Fitch que deve sair nas próximas semanas.

As medidas continuam aparecendo e agora a nova é que o governo estuda elevar a tributação sobre vinho e uísque sendo o Globo. Chegamos a um nível em que nada mais passa sem ter aumento de tributação...

Resumo de Empresas

Petrobras (PETR4) tem perspectiva alterada de estável a negativa: S&P - Propina em 4 contratos Petrobras chegou a R$ 136 mi: Ag.Estado
BR deverá ter novo diretor financeiro, Carlos Alberto Tessarollo, indicado por Ivan Monteiro: Globo
Sete Brasil tem rating cortado de B- para SD por S&P
Skanska estará entre cias. adicionais em lista da Lava Jato
Abril Educação (ABRE3): Lucro líq. 4T R$ 56,2 mi; est. ajust. R$ 80,6 mi
ALL (ALLL3): Conselho aprova saída de Rodrigo Campos da diretoria financeira; José Cezario M. de Barros Sobrinho foi aprovado p/ cargo
Brasil Pharma (BPHA3) confirma haver movimentações sobre troca comando
Dasa (DASA3) tem prejuízo líquido de R$ 21,5 mi no 4T14
Gol (GOLL4) acena para investidor estrangeiro com reestruturação
OGPar (OGXP3): Prejuízo de R$ 5,78 mi 4T, Ebitda da operação negativo em R$ 10,2 mi
Tim (TIMP3) é rebaixada de overweight para reduzir pelo HSBC

quinta-feira, 19 de março de 2015

Macro Mercados e Resumo de Empresas



Bom dia,

Macro Mercados

Ontem o FED decidiu retirar o termo “paciente” do seu comunicado, reforçando a expectativa de alta dos juros. Durante o pronunciamento houve alta volatilidade com o dólar primeiro ganhando valor contra todas as moedas, mas depois perdendo forte valor por conta da indicação que a velocidade dos aumentos poderia ser menor do que o mercado estava esperando. Hoje o dólar retoma alta e devolve parte das perdas de ontem contra a maioria das principais moedas.

Agora que o FED passou, as atenções se voltam para a China que já operam pelo  7° dia seguido de alta com a expectativa por novos estímulos que podem aquecer a demanda chinesa. Por conta disso, as commodities metálicas operam em alta e começam a ensaiar um movimento de recuperação.

Para hoje o destaque do dia é a agenda de indicadores que deve trazer volatilidade:

09h30 – Pedidos de Seguro Desemprego
11h00 – Fed de Filadélfia

Por aqui o mercado deve reagir à renuncia do ministro da Educação, Cid Gomes. Mais do que na troca do ministro em si, a troca mostra a perda do controle do governo ao perder um ministro com menos de 3 meses no cargo. Os investidores locais aguardam também à decisão da Fitch para os próximos dias. Ontem a instituição se reuniu com o ministro da Fazenda, Levy, que apresentou diversas “novas” medidas a serem tomadas pelo governo a fim de entregar os resultados prometidos e garantir o rating do país.

Além disso, a temporada de balanços continua e hoje destaque para as construtoras PDG e Rossi que vieram abaixo do esperado e devem pressionar o setor.

Resumo de Empresas

Cosan (CSAN3): Receita líquida R$ 10,3 bi 4T, estimativa R$ 10,5 bi
Petrobras (PETR4) adia reunião do conselho para 26 de março: Reuters
Sabesp (SBSP3) faz acordo com estado de SP sobre pagamento de dívida
Trabalhadores da Sabesp suspendem planos de entrar em greve a partir de hoje, segundo o sindicato
TCE manda Sabesp refazer edital p/ interligar Cantareira: Folha
OSX (OSXB3): Nordic declara dívida da OSX 3 de US$ 560,1 mi como vencida
PDG (PDGR3): Conselho aprova aumento de capital entre R$ 300 mi e R$ 500 mi
PDG tem prejuízo líquido de R$ 222 mi no 4T14 x lucro líq. 4T13
Rossi (RSID3): Prejuízo líq. 4T R$ 361,4 mi; est. ajust. -R$ 172,2 mi
EZ Tec (EZTC3): Lucro líq. 4T R$ 131,6 mi; est. ajust. R$ 126 mi
Taesa (TAEE11) elege Allan Kardec de Melo Ferreira como presidente do conselho
Totvs (TOTS3): Genesis Asset passou a deter 5,16% do capital
CSN (CSNA3): Paulo Rogério Caffarelli é eleito diretor executivo
Log-In (LOGN3) tem prejuízo líquido de R$ 64,4 mi no 4T, receita líquida R$ 275,9 mi
Mendes Júnior (MEND6) é rebaixada para CCC pela S&P, que retira rating
Smiles (SMLE3) vê dólar alto dificultando resgates de milhas: Reuters
Governo tem atrasado pagamentos do KC-390 à Embraer (EMBR3): Estado
Oi (OIBR4) tenta garantir migraçao para o Novo Mercado: Valor